Jardim das Palmeiras: conceitual, sustentável e aconchegante

jardim das palmeiras casacor

Balneário Camboriú – Um conceito que respeita a natureza e todas as suas formas. Esse é o Jardim das Palmeiras, o ambiente projetado pela paisagista Maria Helena Cavichiolo e a arquiteta e urbanista Sheila Sabrina Skonetzky, na Casacor deste ano, que vai até o próximo domingo (18), em Balneário Camboriú.

O projeto, de 430 metros quadrados, manteve as plantas já existentes no local. Foi a partir delas que a composição do espaço se iniciou. Com isso, plantas que se adaptam facilmente à região e resistentes ao frio do inverno, acrescentaram o charme e a beleza do local. As espécies utilizadas, conforme Maria Helena, foram a pleomele fita, areca bamboo, clusia, papiros, estrletzia dracenas e palmeiras triangulares.

“As flores ficam concentradas na praça [da Casacor] e o fato de serem a mesma cor, marcaram o lugar com elegância”, afirma a paisagista.

As paletas existentes eram as palmeiras, que direcionam o caminho aos visitantes e dão nome ao ambiente da dupla, além da goiabeira, que foi adubada para que fosse possível abrigar o espaço lúdico do Jardim das Palmeiras.

A cor predominante de todo o espaço foi o verde natural em suas várias nuances. Por conta disso, Maria Helena explica que a escolha dos móveis e objetos foram neutras, com leves toques do azul em conjunto com pufes amarelos, que marcam a divisão de ambiente.

Foco na sustentabilidade

O tema deste ano da Casacor em Balneário Camboriú foi Sustentabilidade, Tecnologia e Afeto, e seguindo uma linha totalmente consciente, considerou-se que 90% do espaço dedicado ao Jardim das Palmeiras é sustentável.

Além da adaptação do espaço com o que já havia ali, o deck de plástico suspenso, com material reaproveitado, o piso drenante sem uso de argamassa no assentamento, e nem rejuntes, comprovam o cuidado com a natureza da dupla. Segundo Sheila, foram utilizados ainda granilhas de mármores e forração em seixos de rios, ambos colocados sobre mantas plásticas, além de serragem e areia.

“A composição dos espaços foi impor o conceito que permeia toda a proposta de implantar, de forma individual, texturas, cores e odores, que podem ser sentidos por si só”, diz a arquiteta. A base do jardim permite intensa oxigenação das plantas devido aos materiais escolhidos.

O mobiliário plástico foi produzido em Israel, e reutiliza os próprios resíduos, indo, segundo Sheila, totalmente ao encontro da proposta. Ainda, 95% da iluminação foi feita em LED, e “dá-nos a sensação de dever cumprido, pois buscamos trazer para a mostra que é possível iluminar bem e ter uma excelente eficiência energética”, acrescenta.

Spas e lounges

Se você acha que o trabalho da dupla parou por aí, está muito enganado. Maria Helena e Sheila pensaram em tudo e cada cantinho do ambiente foi muito bem aproveitado. Em parte dele estão dispostos spas e espreguiçadeiras, além de três lounges, lareiras e duas mesas postas que lembram um piquenique.

“Nos spas não fizemos aquecimento [da água], por entender que por si só trouxe beleza ao ambiente, com cromoterapia, movimentação da água, que é tratada”, comenta Sheila.

Conforto e contemplação

Um local tão aconchegante quanto o Jardim das Palmeiras só chegou a esse resultado a partir da vontade da dupla de proporcionar bem-estar e conforto a quem passa por ali, sem contar os momentos de contemplação de vários ambientes da mostra, tudo ao mesmo tempo. Vale destacar que a Casacor conta com 24 espaços diferentes, projetados por 41 profissionais.

Conheça a dupla

Maria Helena Cavichiolo é paisagista e há 12 anos projeta e executa jardins e varandas pela empresa Terramarear. Em seus projetos, sempre busca aprimorar e respeitar a natureza, para que se tenha, cada vez mais, o verde integrado ao concreto.

Já, Sheila Sabrina Skonetzky é arquiteta e urbanista e desenvolveu projetos arquitetônicos de edificações unifamiliares e multifamiliares, além de comerciais e industriais. Além disso, trabalha na execução e coordenação de obras. Na arquitetura, seu foco é voltado para projetos de interiores.

Fonte: Construir.aí | Marina Kessler
Fotos: Lio Simas e Pulse 360 Graus

3 thoughts on “Jardim das Palmeiras: conceitual, sustentável e aconchegante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

All search results