Antes e Depois: Um projeto transformador que promete encantar

Antes e Depois

Porto Belo – Uma das principais propostas de um arquiteto é, sem dúvida, apresentar o projeto dos sonhos ao seu cliente. Não importa o desafio, o profissional sempre está pronto para surpreender. E o melhor é ver um antes e depois de brilhar o olho.

E é exatamente isso que os profissionais da iost Arquitetura, de Porto Belo, fizeram na área de lazer de uma casa de praia localizada em Bombinhas (SC).

Em uma mudança de ambiente sempre se deve começar pelo layout. É nele, segundo a arquiteta Francielle iost, que se posiciona tudo que vai permanecer, seja em um imóvel novo ou usado. Colocam-se as medidas na planta, observam-se os espaços e assim, parte-se para a apresentação.

“Na primeira reunião com o cliente, por exemplo, só mostra-se a planta de layout. Isso com o objetivo de definirmos o tamanho dos móveis, de circulação, como tudo ficará disposto no ambiente. Só depois seguimos para a volumetria, escolha de materiais, entre outros processos”, explica a arquiteta.

De acordo com Francielle, em primeiro lugar foi necessário escolher um ponto central que fosse o objetivo do cliente. Ou seja, uma das exigências do proprietário do imóvel foi a de ter um espaço considerável para receber. Apreciador de churrasco e também de bons fins de semana entre amigos e familiares, precisava, acima de tudo, de um local prático e funcional. Mas, claro, sem deixar de lado a beleza que só um bom projeto pode ressaltar.

Depois disso, avaliou-se a possível reutilização de objetos e móveis já existentes. “Nada é totalmente descartado. Às vezes, pequenas alterações de cores ou acabamentos já conseguem transformar o ambiente”, comenta Francielle.

Começando o antes e depois na área de lazer

Logo de cara viu-se a bancada. Escura, certamente na tonalidade contrária do desejo do cliente. “O proprietário queria tudo branco e em tons claros, inclusive o mobiliário. Não podíamos fugir disso”, diz o sócio do escritório, Henrique Barth. O investimento em uma nova bancada foi necessário. Agora, a peça é em porcelanato, mais resistente e sem o risco de manchar, especialmente com gordura.

Já as banquetas que compõem o ambiente precisaram apenas de uma nova cara. Também com tecido escuro, foram repaginadas e agora seguem a especificação do cliente: tudo muito claro. A madeira nobre que dá sustentação ao móvel foi mantida. Ah, e o melhor. O atual tecido é impermeável, ideal para um espaço de lazer quando há piscina.

 

Porém, a reforma não parou por aí. O portão, a área de circulação e o jardim também receberam um toque especial. “A ideia era transformar só a varanda, mas em projeto [de layout] explicamos a ele que o visitante poderia ter uma impressão da mudança desde a entrada. Assim, transformamos todo esse caminho”, afirma a arquiteta.

A iluminação também teve sua vez. Todos os pontos existentes na casa foram utilizados e mantidos, com spots mais direcionados. Nenhuma alteração no sistema elétrico foi feita na varanda, apenas no jardim, que teve toda a iluminação projetada e executada para proporcionar destaque e aconchego ao local.

Como esconder o que não agrada?

E quando no imóvel há algum equipamento que não pode ser removido do local de onde foi instalado? E se esse mesmo aparelho não te agrada nenhum pouco e seu maior desejo é escondê-lo? Parece algo praticamente impossível, não é mesmo?! Mas, calma! Um bom profissional vai com certeza encontrar a solução.

Francielle e Henrique tiveram essa empreitada com o motor do ar-condicionado, que ficava totalmente aparente na área de lazer. Isso mesmo: ficava!

“O cliente se incomodava muito com o motor do ar-condicionado. Precisávamos escondê-lo”, lembram.

A solução veio com uma cristaleira, que foi instalada propositalmente naquele local. Em cima, o móvel é aberto, pensando na ventilação.

Outro desafio foi com o pergolado. Nesse caso, o cliente não queria deixar os pilares aparentes. A proposta foi recuá-lo. Quando se olha de frente, as cortinas dão o acabamento. Até parece que o pergolado está em movimento. (veja na foto abaixo). Já na parte superior, todo o trabalho foi feito com brise.

 

 

Os espetos e outros utensílios de cozinha ficaram escondidos. Embaixo da pia, atrás da bancada, incluiu-se gavetas para guardar todos esses materiais. “Tudo muito funcional. Nada ficou exposto, inclusive a lixeira”, ressalta Henrique.

Nas gavetas para os talheres, tudo sob medida, com puxadores em alumínio, que sem dúvida garantem mais durabilidade ao móvel.

 

Antes e Depois de uma área de lazer pede…

Não adianta nada ter um espaço com jardim bonito, piscina limpa, decoração impecável, se não tem aquele cantinho especial para saborear uma boa comida. A mesa, peça fundamental nesse projeto de antes e depois, mais atrapalhava do que contribuía nos momentos de confraternização.

Isso porque o móvel, com bancos de oito lugares, era muito grande e dificultava a circulação de pessoas. Hoje, quem vê o ‘depois’ nem imagina como uma mesa pode fazer tanta diferença.

“Foi colocada uma mesa de seis lugares com meio giratório. E engana-se quem pensa que se perderam dois lugares. Agora, além da mesa, há uma mesa bistrô com duas banquetas, além daquelas que estão na bancada. Ou seja, a área de lazer está bem mais espaçosa e dinâmica”, reforça Francielle.

Vale destacar que em cima da mesa há um pendente de madeira que remete às ondas do mar.

Revestimentos claros que trazem movimento

Os revestimentos da bancada da área de lazer também foram trocados. Tudo agora é branco e recebe também um estilo diferente: são em formato de ondas. Já o piso da área da bancada é em madeira, semelhante a alguns detalhes dos móveis.

As paredes, antes lisas e com reboco, agora trazem o verde. “Trabalhamos com jardim permanente. É uma área que não pega sol e assim, com plantas artificiais, não tem problema de estragar”, garante a arquiteta. Mas, há também vasos com plantas que estão próximas às mesas laterais que ficam de apoio na área da piscina.

O caminho do jardim também foi executado. Antes não havia nada, apenas a grama, que ficava marcada a cada pessoa que caminhava por ali. Agora, no entanto, para evitar essas marcas, há pisantes em revestimento cimentício, da Castelatto, em cor claro ainda por cima atérmico.

 

Portanto, viu só como é importante contar com o apoio de quem realmente entende? Mais do que um espaço lindo, você consegue, como resultado, valorizar seu imóvel com um projeto de qualidade e ainda evitar gastos desnecessários. Isso somente com um bom e capacitado profissional.

Fonte: Construir.aí | Marina Kessler
Projeto e execução: iost Arquitetura

Fotos: Ronald T. Pimentel

Requisite um orçamento

One thought on “Antes e Depois: Um projeto transformador que promete encantar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

All search results