Proteção: saiba qual a diferença entre filtros químicos e mecânicos

Filtros Químicos e Mecânicos

Joinville – A seleção do EPR (Equipamento de Proteção Respiratória) envolve vários fatores e etapas, selecionar o filtro adequado é uma delas. Você sabe o que são filtros químicos e filtros mecânicos? Esse é o nosso assunto de hoje!

1. Filtros mecânicos

Os filtros mecânicos, também conhecidos como filtros para aerodispersóides ou particulados, são formados por camadas de fibras dispostas de modo não orientado, randômico. Além disso, são fabricados em estruturas têxteis diretamente das fibras, chamados de “não tecidos”.

São classificados como PFF1, PFF2 ou PFF3 ou P1, P2, P3 para mais detalhes sobre essa classificação veja a matéria: Dia a dia no trabalho: máscara descartável ou reutilizável com filtro?

Os filtros mecânicos devem ser utilizados somente para contaminantes na forma de poeiras, fumos, névoas e bioarossóis.

2. Filtro mecânico S e SL

Os filtros mecânicos também sofrem ensaios para classificá-los como S ou SL.

De acordo com a NBR 13698, S significa sólidos e SL sólidos e líquidos, incluindo as névoas oleosas. Essa classificação se deve principalmente a capacidade que a névoa oleosa e os líquidos diretamente no filtro têm em degradar a ação eletrostática, importante, sem dúvida, na captura das partículas.

Podemos definir como, por exemplo, particulados sólidos as poeiras, os fumos metálicos, as névoas do processo de pintura e pulverização e até mesmo os bioaerossóis.

Por outro lado, como exemplo de partículas líquidas, as névoas oleosas geradas em processo de usinagem, e processos em que substâncias líquidas (não estando na forma de névoa e neblina) atinjam diretamente o filtro.

3. Filtro ou respirador N95

Ultimamente, ouvimos muito falar no filtro N95. Mas, o que significa essa sigla?

Esse é uma referência a Norma Americana CFR 42, que classifica os filtros para particulados com as siglas N (não resistente a óleo), P (a prova de óleo) e R (resistente a óleo). Já o 95 é o nível de eficiência de retenção, similar aos nossos P1, P2 ou P3.

A norma americana classifica como 95%, 99% e 99,97% (também chamado de 100%). Portanto, N95 significa que o filtro ou a PFF atende também a norma americana, sendo o N não resistente a óleo e a eficiência de retenção do filtro é de 95%.

4. Filtros químicos

Os filtros químicos, também chamados de cartucho ou filtro de carvão ativado, são filtros para contaminantes na forma de gases e vapores, retêm moléculas, e da mesma forma que o filtro mecânico não devem ser utilizados para gases e vapores porque não retêm esse tipo de contaminante. Ainda, o filtro químico não deve ser utilizado para particulados (poeiras, névoas e fumos).

São fabricados com elementos adsorventes. O mais usado são os grãos de carvão ativado que são compactados dentro do cartucho e tratados de acordo com a substância que se deseja filtrar. Por isso, é importante certificar-se de que o filtro é adequado para reter o gás ou vapor presente no ambiente de trabalho.

5. Filtro combinado?

Ambientes de trabalho em que haja a presença de contaminantes na forma de particulados e gases e/ou vapores deve-se empregar uma combinação de dois tipos de filtros.

Atividade de pintura spray, por exemplo, requerem filtros combinados em função da presença de névoa da tinta e dos vapores, tanto da tinta com dos solventes utilizados.

Alguns fabricantes já produzem cartuchos com os filtros combinados: carvão ativado e uma camada externa do filtro mecânico. Já outros criaram um processo em que é possível trocar somente um dos filtros através de um sistema acoplado.

Seleção dos filtros químicos e mecânicos deve atender a requisitos técnicos

Para chegarmos a seleção dos respiradores e filtros adequados e eficientes para cada atividade de trabalho que envolva risco respiratório, deve ser elaborado o Programa de Proteção Respiratória, por um profissional capacitado, de acordo com os critérios estabelecidos no capítulo 4 e 5 do Programa de Proteção Respiratória da Fundacentro.

No caso dos bioaerossóis deve-se atender à Cartilha de Proteção Respiratória contra Agentes Biológicos para Trabalhadores de Saúde e as Notas Técnicas da Anvisa.

Fonte: Claudia Rodrigues | Oficina da Prevenção
Fotos: Oficina da Prevenção

2 thoughts on “Proteção: saiba qual a diferença entre filtros químicos e mecânicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.
All search results