Investir em apartamentos é um excelente negócio, aponta pesquisa

Investir em apartamentos

Joinville – Investir em apartamentos é, sem dúvida, uma ótima escolha para quem busca aplicação segura e com bom rendimento. É isso o que mostra um levantamento da Brain Inteligência Estratégica feito com exclusividade para o Sinduscon (Sindicato das Indústrias da Construção Civil) de Joinville. Entre março de 2020 e março deste ano, o preço médio privativo do metro quadrado dos apartamentos comercializados na cidade subiu 17%, uma valorização bem acima da inflação registrada no período.

O aquecimento do setor imobiliário, com boa oferta de imóveis em Joinville, somada à queda nas taxas de juros e as facilidades no financiamento imobiliário completam o cenário favorável.

“Joinville vive um ciclo de alta nos lançamentos, nas vendas e em ganho real nos preços. A boa performance se comprova nos números. Dos lançamentos feitos em 2020, apenas 35% ainda estão disponíveis. Da mesma forma, nos últimos seis meses, as vendas de novos apartamentos em Joinville ultrapassaram 200 unidades por mês”, comenta o sócio diretor da Brain, Fábio Tadeu Araújo.

O presidente do Sinduscon Joinville, Bruno Cauduro, diz que o bom desempenho vem se consolidando desde o ano passado, quando o setor bateu recorde histórico em lançamentos e vendas. “Isso demonstra, por exemplo, a maturidade das empresas e a capacidade de adaptação mesmo em um período desafiador como o de pandemia”, afirma.

Lançamentos aquecem a procura

No primeiro trimestre deste ano, Joinville registrou um aumento de 50% no número de empreendimentos lançados em relação ao mesmo período do ano passado. Em VGV lançado, o valor de janeiro a março de 2021 totalizou R$ 158 milhões, 163,6% acima do acumulado no primeiro trimestre de 2020.

Investir em apartamentos depende de estoque?

Além disso, do estoque de apartamentos disponíveis ao final do primeiro trimestre deste ano, 29,6% eram da categoria standard (entre R$ 190 mil e R$ 400 mil) e 28% do padrão médio (R$ 400 mil a R$ 700 mil). Os imóveis com dois dormitórios concentravam 53,2% das ofertas. Apartamentos com três dormitórios representavam 33,3% das opções.

De acordo com o levantamento feito pela Brain, Joinville mantinha em oferta, em março de 2021, R$ 953 milhões em VGV lançado. O presidente do Sinduscon Joinville lembra que a cidade oferece imóveis de todos os padrões, satisfazendo, acima de tudo, diferentes demandas. “Seja para quem vai comprar o primeiro imóvel, está em busca de mais espaço e conforto ou deseja investir, a hora é, sem dúvida, ideal”, analisa.

Portanto, as perspectivas de negócios são boas para construtoras, incorporadoras, compradores e toda a cadeia de empresas ligada ao setor, continua Cauduro. “Com o mercado aquecido, lojas de móveis e decoração também veem seus negócios evoluírem. Com a economia local em movimento, o resultado é a geração de emprego e renda”.

Fonte: Graziela Lindner | Sinduscon Joinville
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

All search results