Rôgga lança projeto Vá de Bike no litoral norte catarinense como alternativa de transporte urbano

projeto vá de bike

Balneário Piçarras – Você já parou para avaliar como está a mobilidade urbana na cidade em que vive? Quais os principais modais viários existentes hoje à sua disposição? Esses questionamentos são, sem dúvida, de extrema importância para que seja construída uma sociedade muito mais consciente ambientalmente.

E foi pensando nisso que a Rôgga em parceria com a empresa GoMoov põe em prática um sistema novo e repleto de tecnologia sobre mobilidade urbana nas cidades de Balneário Piçarras, Penha e Barra Velha. É o Vá de Bike, lançado na quinta-feira (30), na Central de Vendas Rôgga, em Balneário Piçarras.

De acordo com o diretor comercial da Rôgga, Thales Silva, trazer alternativas de transporte às cidades é fundamental para o seu desenvolvimento. “Sabemos que o transporte via combustão prejudica o meio ambiente e também traz problemas trafegabilidade durante a temporada de verão. Por isso, essa iniciativa vem para oferecer mais uma opção de locomoção à população local e turistas, utilizando um transporte limpo e eficiente”, explica Silva.

Mobilidade que transforma

Silva destaca que a Rôgga tem como propósito a melhoria do habitat humano. Ou seja, a construção dos edifícios é pensada de forma conectada com as cidades em que a construtora está presente.

“A mobilidade urbana vem conectada totalmente com isso. O Vá de Bike surgiu de uma necessidade que, sua solução, está em franca expansão”, afirma.

O CEO da GoMoov, Jean Cardoso, também fala sobre o projeto, como resultado, prevê muito sucesso por meio da parceria.

“Somos uma startup de mobilidade que entregou uma plataforma à Rôgga, que segue a ideia de mudar o habitat das pessoas. Como uma grande construtora, viu na mobilidade uma excelente iniciativa para trazer mais qualidade de vida aos usuários e à comunidade em geral. A nós, bastou entregar a solução tecnológica para que o projeto fosse colocado em prática”, conta o CEO.

Projeto Vá de Bike já em funcionamento

O projeto Vá de Bike já está em funcionamento. Para utilizar os equipamentos é preciso, em primeiro lugar, baixar o aplicativo GoMoov em sua loja de produtos iOS ou Android. Conforme explica o CEO da GoMoov, Jean Cardoso, depois de feito o download basta preencher um cadastro e pronto. No aplicativo serão encontrados alguns mapas que mostram onde estão as bikes, os patinetes e os scooters elétricas disponíveis.

“Espalhamos os equipamentos pela cidade em pontos específicos e as pessoas podem liberar o acesso através do aplicativo. Podem usar para se deslocar a qualquer lugar das três cidades”, ressalta Cardoso.

As bicicletas e demais aparelhos estão disponíveis, até o fim de dezembro deste ano, aos fins de semana e feriados, das 8h às 20h. “Serão três meses de testes para entender o comportamento dos usuários”, comenta Silva.

Cem unidades em 2022

Depois disso, em janeiro de 2022, serão 100 equipamentos em funcionamento pleno nas cidades de Balneário Piçarras, Penha e Barra Velha. Para utilizar qualquer um dos equipamentos é necessário, além do cadastro, pagar uma taxa de utilização de R$ 0,50 o minuto, com mínimo inicial de seis minutos. Ou seja, o equivalente a R$ 3.

“É muito gratificante participar desse projeto junto com a Rôgga, pois nosso propósito é entregar tempo aos usuários. É, sem dúvida, uma iniciativa social que conseguimos trazer para esses três locais”, pontua Cardoso.
O projeto Vá de Bike é, acima de tudo, inédito em termos mundiais quando se fala em mobilidade urbana para cidades menores.

Conforme Cardoso, há propostas semelhantes nas grandes cidades. “No entanto, nas pequenas havia ainda dificuldades de implantar. Porém, conseguimos e com certeza vai ser um sucesso absoluto”, finaliza.

Fonte: Construir.aí | Marina Kessler
Fotos: André Kopsch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

All search results